terça-feira, 12 de março de 2013

A (DES)conhecida família de Domingas

Gurgel do Amaral ou Amaral Gurgel que se preze (rs), sabe de cor e salteado que os pais da matriarca de Domingas, são de origem portuguesa, D. Antônio Diogo do Amaral (1550-?) se casou em 1576 com Michaella de Jesus Arão (1555-?), natural da região do Alentejo. O que poucos sabem (ou desconhecem) é que tiveram outras filhas, sendo:

1. Isabel de Arão Amaral (1578-1640), foi casada em 1599 com Sebastião Lopes (1570-1622):
1.1. Bárbara do Arão Amaral (1600-?) foi casada em 1615 com João Nogueira (?-1651). Pais de:
1.1.1. Antônio Amaral Nogueira (1616-?).
1.1.2. Salvador Amaral Nogueira (1618-?).
1.1.3. Beatriz de Arão Amaral Nogueira (1621-?), foi casada em primeiras núpcias em 1640 com Gaspar Correia de Souza (?-1653), filho de Nicolau Nunes e Ana de Souza., e em segundas núpcias em 1653 com o Capitão Manuel Ribeiro Caldeira (com descendência nos dois matrimônios).
1.1.4. João do Amaral (1624-1629).
1.1.5. João Nogueira (1629-?) se casou com Catarina de Espinha.
1.1.6. Bartolomeu Calistro Amaral Nogueira (1635-1689) se casou em 1679 com Maria Martins, filha de Domingos Martins e Maria Rodrigues.
1.1.6.1. Maria do Amaral (1685-?).
1.1.7. Ana de Arão Nogueira (1638-?).

1.2. Catarina do Amaral Lopes (1602-?) casada em 1622 com Jerônimo Ferreira, filho de Gaspar Gonçalo Fernandes e Catarina Dias.

2. Maria de Arão Amaral (1580-1618), que foi casada com o francês Jacques Mollet (?-1613). São pais de:
2. 1. Clara de Arão Amaral Molete (1604-?), foi casada em 1618 com português Prudêncio Ramalho (?-1653), filho de João Vaz Ramalho e Apolônia Alves (com descendência).
2. 2. Úrsula de Arão Amaral Molete (1606-1684), foi casada em 1626 com o português Bartolomeu Figueira da Silva (1590 - 1682), filho de Geraldo Figueira da Silva e Ana Bravo Coutinho (com descendência).
__________________________________________________________________________
Suposições
Estas hipóteses são baseadas em artigos da Ancestry Rootsweb (http://bit.ly/1eD4VQR) + (http://bit.ly/1leqhEr), leituras em livros e na minha intuição.

3. Em muitas pesquisas, há a menção de uma irmã chamada Bárbara de Arão, suspeito que esta tenha sido a esposa do flamengo, Johan Brest que é mencionado como que sendo genro de D. Antônio Diogo de Amaral. Considerando a lógica, Bárbara é mãe de:
3. 1. Joana Brest, nascida em 1611, já que fora batizada em 28/08 do mesmo ano, sendo Sebastião Lopes, o seu padrinho e Antônia dos Reis, a sua madrinha.

4. João de Arão (1590-1616), provável irmão de Domingas, que se casou com Maria de Azevedo.
4.1. Joana de Azevedo Arão (1616-?).

Talvez tenha havido mais irmãos. Mas, tudo não passam de suposições pessoais que espero responder quando, tiver acesso ao livro Na trilha do Passado - Genealogia da Família Gurgel, de Aldysio Gurgel do Amaral ou os Tomos I e II de Primeiras Famílias do Rio de Janeiro - Séculos XVI e XVII de Carlos Grandmasson Rheingantz.

P.S.: Esse texto foi alterado num momento futuro para atualizar e corrigir informações.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário