quarta-feira, 13 de março de 2013

Sangue luso-teuto-franco-brasileiro

Relato aqui a descendência do casal tronco Toussaint-Domingas, até a geração de seus netos. Talvez esteja faltando um ou outro descendente (ou não), talvez tenha alguma data errada (ou não). Há algumas especulações pessoais, sendo que essas baseados em pesquisas, em livros de genealogia e em alguns sites que tratam de genealogia.
__________________________________________________________________________
1. Maria do Amaral Gurgel (1607-1671), foi casada primeiramente em 1621 com Antônio Ramalho (1591-1631), filho de Francisco Ramalho e Maria Mendes. Ficando viúva, foi casada em segundas núpcias em 1634 com o Capitão Diogo da Fonseca (1604-1686), filho de Francisco Alves da Fonseca e Paula Rodrigues. 

1.1. Maria Gurgel Ramalho (1623-1648), foi casada em 1645 com Manoel Aranha.
1.2. João Gurgel Ramalho (1625-?).
1.3. Domingas Gurgel Ramalho (1626-?).
1.4. Simão Gurgel Ramalho (1628-?).
1.5. Prudência Gurgel Ramalho (1630-?).

1.6. Padre Francisco Álvares da Fonseca (1634-1703). 
1.7. Ana do Amaral Gurgel Fonseca (1636-1703), foi casada em 1662 com o Capitão Diogo Cardoso de Mesquita.
1.8. Padre Manoel dos Anjos Fonseca Nóbrega (1638-?).
1.9. Paula Gurgel Fonseca (1642-?).
__________________________________________________________________________
2. Padre Francisco do Amaral Gurgel (1610-1692). Figura histórica. Ele celebrou o casamento de todas suas irmãs (e também as direcionou para homens de boas famílias). Devido ter sido clérigo, não houve descendentes e/ou se houve, não são conhecidos devido o contexto religioso da época. Pertenceu a ordem de São Pedro.
__________________________________________________________________________
3. Isabel do Amaral Gurgel (1613-1654), foi casada em 1634 com o francês Claude Antoine Besançon (1604-1677), filho de Antoine Besançon e Jeanne de Sollier. Ficando viúvo, Claude Antoine, se casou posteriormente com Maria Carvalho (1650-1702).
__________________________________________________________________________
4. Ângela do Amaral Gurgel (1616-1695), foi casada em 1635 com o português Capitão João Batista Jordão (1605-1689), filho de Antônio Nunes da Silva e Maria Jordão. O irmão do Capitão João se casou com uma das irmãs de Ângela.

4.1. José Gurgel do Amaral (1640-?).

4.2. Maria Gurgel Jordão (1641-?), foi casada em 1655 com o Tenente João Dias da Costa, filho de Francisco Dias Frade e Theodozia da Costa.

4.2. João Batista Gurgel Jordão (1643-1729), se casou em 1673 com Mônica de Oliveira, pais de uma filha falecida solteira (e com identidade desconhecida por mim).

4.3. Manoel Gurgel do Amaral (1646-?).

4.4. Isabel Gurgel Jordão (1650-?), foi casada em 1665 com o português João Campos de Matos (1642-?), filho de Manoel de Matos Rodrigues e Maria Rodrigues.
4.4.1. Cláudio Gurgel do Amaral, Procurador em Lisboa e Fidalgo da Casa Real, se casou com a portuguesa Brites Teresa de Melo.
4.4.2. José Correia Gurgel do Amaral, Juiz de Fora em Valença do Minho e Juiz dos Órfãos do termo de Lisboa e Ouvidor da Comarca de Sergipe de El-Rei. Se casou com Micaela Caetana de Almeida, filha do Capitão-Mór Miguel Monteiro de Sá e Maria Lobo de Souza, irmã de Manuel Lobo de Souza. Seu filho foi quem requisitou o brasão de armas, alegando ser de família de sangue puro, livre das nações infectas.

4.5. Ângela Gurgel Jordão (1651-?), foi casada em 1674 com o português Francisco Correia Leitão (1644-?), filho de Braz Correia Leitão e Maria de Matos.
4.5.1. Sebastião Gurgel do Amaral (1698-1746), se casou com uma prima distante, Isabel Viana do Amaral (1703-1773), filha do Tenente-Coronel Salvador Viana da Rocha e Antônia Correia do Amaral (com descendência).

4.6. Dr. Cláudio Gurgel do Amaral (1654-1716), figura história, se casou em 1684 com Ana Barbosa da Silva (1664-1695), filha de Thomé da Silva e Antônia de Oliveira.
4.6.1. Manoel Gurgel do Amaral (1685-?). Faleceu ainda menino.
4.6.2. Alferes José Gurgel do Amaral (1688-1722). Figura histórica, foi enforcado em Salvador, Bahia depois de fugir por ter assassinado João Manoel de Melo, devido a rixa de sua família (isso inclui o seu pai) com o Governador da Capitania Real do Rio de Janeiro, Francisco Xavier da Távora.
4.6.3. Teresa Barbosa Gurgel do Amaral (1691-?).
4.6.4. Maria Gurgel do Amaral (1694-?), foi casada com David Lopes de Barros (1681-?). Esse casal é considerado o tronco do ramo nordestino da família Gurgel do Amaral ou Amaral Gurgel.
4.6.5. Francisco Gurgel do Amaral, citado nas entrelinhas de uma nota da página 77 do livro "Uma Família Carioca do Século XVI". A página 66 também faz referência ao mesmo Francisco (filho de Cláudio).
"(...) Tão pouco poderia ser ser o nosso biografado filho de Cláudio Gurgel do Amaral, que têve um varão com êsse mesmo nome, porque já em 1665 se tinha a primeira notícia sobre Francisco. (...)"
* Essa nota se refere ao Coronel Francisco Gurgel do Amaral (1665-1721).
__________________________________________________________________________
5. Méssia do Amaral Gurgel (1617-1687), foi casada em 1640 com o José Nunes da Silva (1611-1698), nascido no Brasil. É irmão de João Batista do Jordão.

5.1. Antônia de Jesus Amaral e Silva, foi casada com Simão Correia Cabral (?-1710).
5.1.1. José Correia do Amaral (único filho do casamento).

5.2. Domingas do Amaral da Silva (1640-?), foi casada com em 1663 o português Coronel Manuel Martins Quaresma (1633-1690). Esta senhora é frequentemente confundida como que sendo uma filha do casal tronco (Toussaint-Domingas), quando na verdade é neta destes. Seu marido foi um senhor de engenho no Rio de Janeiro.
5.2.3. Francisco Nunes do Amaral (1669-?), se casou em 1697 com Romana Paes Ferreira (1677-?), filha de Antônio Macedo de Almeida e Maria Paes Ferreira.
5.2.5. Helena da Conceição Nunes do Amaral (1683-?), foi casada com o Capitão Baltazar da Fonseca Homem (1673-?), filho de Baltazar Pires Chaves e Maria da Fonseca.

5.3. Capitão-Mór Bento do Amaral Gurgel (1647-1719), se casou em 1690 com Escholástica de Godoy (1670-1725, filha de Antônio de Godoy Moreira e Anna de Lima e Moraes.
5.3.1 Ana Maria Godoy do Amara Gurgel (1703-1779), casada em 1719 com o Capitão Inácio Dias da Silva (?-1722), filho do Brigadeiro Domingos Dias da Silva e Leonor de Siqueira
5.3.2 José Godoy do Amaral Gurgel (1704-?), se casou em 1730 com Escolástica de Arruda Ferraz.
5.3.3 Francisco Godoy do Amaral Gurgel (?-1760).
5.3.4 Guilherme Godoy do Amaral Gurgel, se casou em 1732 com Escolástica da Silva Missel (1698-1737), filha de Antônio Pacheco Missel e Maria Blanca da Silva. Escolástica era viúva de Álvaro Bicudo Neto.
5.3.5 Bento Godoy do Amaral Gurgel.
5.3.6 Méssia Godoy do Amaral Gurgel, casada com o Dr. Manuel Bezerra Cavalcanti (?-1784), filho de Miguel Bezerra de Vasconcelos e Brígida de Figueirôa.
5.3.7 Isidora Godoy do Amaral Gurgel (?-1749), casada com José dos Reis Ribeiro, filho de Antônio Gonçalves Ribeiro e Maria Leme da Silva.
5.3.8 Inácia Godoy do Amaral Gurgel, casada com o Mestre de Campo Antônio Leme da Silva (?-1746), filho de Manoel Delgado da Silva e Úrsula da Cunha Pinto. Antônio casou em primeiras núpcias com Isabel Pereira de Faro, e em terceiras núpcias com Maria Pedroso da Silva, filha de Antônio Rodovalho e Felipa de Barros Freire. Maria era viúva de Manoel da Silva Leme.
5.3.9 Antônio Serafim Godoy do Amaral Gurgel.
5.3.10 João Godoy do Amaral Gurgel (?-1727).
5.3.11 Escolástica Godoy do Amaral Gurgel, casada com Paulo Carlos da França.

5.4 Coronel Francisco do Amaral Gurgel (1665-1721), figura histórica, segundo o autor de Uma família carioca do século XVI, um historiador o confundiu com Bento do Amaral Coutinho, o real responsável pelo Capão da Traição contra os paulistas. Apesar do Coronel Francisco não ter tomado partido neste episódio, ao longo de sua trajetória se tornou temido pelos portugueses.
5.2.4. Joana Quaresma do Amaral, foi casada em 1698 com o Capitão André de Souza Cunha (1675-1730), filho de Pedro Martins e Maria da Cunha.
5.5 Frei Antônio de Santa Clara (do Amaral), religioso franciscano.5.6 Freira Izidora do Amaral (era confessa no Convento de Santa Clara de Lisboa, Portugal).
5.7 Freira Marta do Amaral (era confessa no Convento de Santa Clara de Lisboa, Portugal).
5.8 Freira Maria Josefa do Amaral (era confessa no Convento de Santa Clara de Lisboa, Portugal).
5.9. Frei Luiz de Santa Rosa (do Amaral), provincial dos franciscanos.
__________________________________________________________________________

6. Bárbara do Amaral Gurgel (1619-?).
__________________________________________________________________________
7. Antônia do Amaral Gurgel (1622-1671), foi casada em 1646 com o português Dr. Antônio de Azevedo Roxas (1616-1675), filho de Afonso João Roxas e Antônia Azevedo. Com geração:

7.1. Padre Francisco do Amaral Roxas (1647-1679).

7.2. Maria do Amaral Gurgel Roxas (1649-1682), foi casada em 1673 com o português Tenente-Coronel Félix Correia de Castro Pinto de Bragança (1643-1702), filho de Antônio Correia Pinto de Bragança e Joana de Freitas. Esse militar também se casou anteriormente com Isabel Borges, freira do Convento de Odilevas (esse primeiro matrimônio, o levou ao Santo Ofício por bigamia e logo foi resolvido em Lisboa, Portugal) e se casou pela terceira vez com Isabel Correia da Silva, filha de André Mendes da Silva (que por sua vez é avô paterno de Antônio José da Silva, O Judeu).
7.2.1. Antônia Correia do Amaral (1677-1752), foi casada em 1702 com o português Tenente-Coronel Salvador Viana da Rocha (1664-1729), que era filho do Capitão Domingos Gonçalves da Rocha e Francisca Antônia de Souza e também meio-irmão paterno de Roque Gonçalves da Rocha. Salvador era viúvo de Catarina Nunes.
7.2.3. Helena de Jesus Correia do Amaral (1678-?), foi casada em 1707 com um viúvo, marido de uma de suas primas, o Capitão Felipe Soares Louzada.
7.2.2. Maria Antônia Correia do Amaral (1682-?), foi casada em 1707 com o Capitão André de Souza Cunha (1688-1730). Ele também se casou com Joana Quaresma do Amaral.

7.3. Antônia do Amaral (1651-1708), foi casada em primeiras núpcias em 1673 com Gonçalo de Castro Peixoto (1643-1676). Enviuvando, foi casada em 1676 com o português Capitão Antônio Rodrigues Tourinho (1646-1687), filho de Domingos Rodrigues e Antônia Tourinho. Enviuvando novamente foi casada em terceiras núpcias em 1688 com o Capitão Francisco Gomes Ribeiro.
7.3.1. Frei João do Rosário Peixoto (1674-?).

7.3.2. Dr. Antônio Rodrigues Tourinho (1678-1708).
7.3.3. Padre Francisco Gurgel de Araújo Tourinho (1680-1731).
7.3.4. Inácio Gurgel Tourinho (1681-1699).
7.3.5. Gracia Gurgel Tourinho (1683-1705), foi casada em 1703 com o Capitão Felipe Soares Louzada (1676-1746), filho de Nicolau Soares Louzada e Joana Vieira. Ficando viúvo, ele se casou em 1707 com Helena de Jesus Correia do Amaral (1678-?).
7.3.6. José Gurgel Tourinho (1686-?).

7.4 João do Amaral Roxas (1652-?).
7.5 Sebastião do Amaral Roxas (1660-?).

Nenhum comentário:

Postar um comentário